quinta-feira, janeiro 19, 2006

Vinicius para não morrer de tédio


A medida do abismo

Não é o grito
A medida do abismo?
Por isso eu grito
Sempre que cismo
Sobre tua vida
Tão louca e errada...
– Que grito inútil!
– Que imenso nada!

Vinicius de Moraes

5 comentários:

Cavernosa disse...

estes versos do imortal Vinícius não podiam vir em momento mais apropiado...digo no meu caso, por supuesto.

bela escolha, querida tati.

Ana Paula disse...

vamo se acordá, seu blogue?! vamo lá, fio. inda tem muito tempo pá tu morrê, rapá!

Ana Paula disse...

tá, vamo. levanta e vai trabalhar, blogue vagabundo.

onde já se viu tantos dias sem dizer nada?!

Ana Paula disse...

ai ai ai

tá demorando

Ana Paula disse...

chega de vinicius. eu gosto dele, mas tira esse retratinho dele daí da primeira matéria, vai!