quarta-feira, janeiro 25, 2006

Manias até o fim


Depois de inúmeros (hahahaha) pedidos, o blog levou um oxigênio na veia e tirou um dos pés da cova. A semana tá meio morta mesmo e as pessoas sem assunto, sem saco e sem noção. Como sou uma delas, fiquei pensando sobre os hábitos que me acompanharão até o dia do juízo final – que eu espero que não seja apitado por nenhum juiz da CBF. Como boa mistura de portuguesa com alemão é óbvio que a teimosia e o gosto por uma discussão me acompanharão até o último suspiro. Claro que acrescidas de uma boa dose de rabugentice (imagino a Penkala neste momento dizendo: mais ainda????" Como é possível!!!!).
A obsessão por filmes também deve continuar, talvez com um gosto diferente, mas acho que sempre amarei rever Tarantino e qualquer filme francês que tenha muitos diálogos existencialistas, longos silêncios e finais sem pé e nem cabeça ou infelizes. Bem provável ficarei xingando e reclamando que não fazem mais filmes como antigamente (putz, velha e chata, mereço a morte mesmo).
Outra mania eterna, e talvez a causa mortis desta que escreve, será consumir doses cavalares de chocolate. Amargo, meio amargo, ao leite, com nozes, com flocos, com amendoim, brasileiro, suíço, belga, dinamarquês... não importa o tipo ou origem, nunca fui uma pessoa preconceituosa. Continuarei – minha mãe que nunca leia isso – trocando refeições saudáveis por uma bela barra de chocolate alpino. Sucumbirei à trufa de chocolate com recheio de doce de leite durante a tarde e matarei a janta em troca de um pastel uruguaio recheado com chocolate caliente. Salivei agora...
Outro que ficará será o hábito de tomar coca-cola de manhã antes de ir pro trabalho e depois de um mega tragoléu. Pois afinal de contas, esse refri é mesmo um santo remédio pra dores intestinais e ressacas homéricas. Além dessas, devem permanecer as manias de odiar o calor, de nunca colocar a bolsa no chão (mesmo sem ter um puto na carteira), de fechar as portas do armário antes de dormir, de deixar todas as janelas de casa abertas, de ouvir música tomando banho e de usar roupa preta.

3 comentários:

Tita Aragón disse...

Absolutamente CHOCante!!!

Ana Paula disse...

aeee, muito bem. o preto salvará e o chocolate preto mais ainda.
só tem uma coisa, Trevinhas, baby, tu esqueceu de dizer que vais levar pra morte um caneco de chops pra CAIR DURA NO CAIXÃO. preta e dura.
além disso, pó falar meu nome. meu nome tá mesmo em BOCA DE MATILDES, sua viciada. chocainômana!
depois dessa, só aquela expressão eternizada por uma grande amiga minha: MO-RRA!

Ana Paula disse...

ahá, vagal, blogue preguiçoso, resolveu se alavantá, meu filho? achei que tava a sete palmos já, rapaz.