segunda-feira, fevereiro 13, 2006

Morte aos vizinhos barulhentos

Madrugada de domingo pra segunda já é um porre por si só – não é à toa que é o dia com o maior índice de suicídios -, mas lembrar que mais uma semana vai se iniciar, a rotina, a correria...dá vontade de fugir, sair correndo, gritando.
Entretanto a situação piora ainda mais, se tu tem uns vizinhos meio lelés e caducos que nem eu. Uma mistura de velhas que parecem que saíram de Bicicletas de Belleville, meio cinzas e distorcidas, porém um amor de queridas. O único problema – o que me faz ter vontade de enforcá-las volta e meia –, é quando elas resolvem fumar na janela da sala, meia noite e meia passada e contar as doenças e diagnósticos de todos os parentes e conhecidos.
Não é comum, no meio da noite eu ser acordada por causa da hérnia ou da catarata da tia-avó de não sei quem, que parece que além de cega é surda. Pois, a minha vizinha grita essa informação com toda a força de seu pulmão de fumante lá pela 1h30min.
Mas, o recorde do "sem-noção" foi batido ontem, quando às 4 da madruga dou um pulo da cama por causa de violência de umas portas e janelas sendo escancaradas. Pronto, me caguei – desculpa a expressão – estão explodindo o meu apê. Que nada, é a vizinha de baixo que abriu (um eufenismo) as janelas para gritar com um cara do prédio ao lado que ela não conseguia dormir por causa do volume do rádio. Ok, o cara desligou a porcaria, a velha deve ter conseguido dormir e eu fiquei com os olhos esbugalhados olhando pro teto, esperando o sono voltar. Óbvio que ele não veio, né.


Ótimo começo de semana, eu odeio segundas-feiras!!!

3 comentários:

Tita Aragón disse...

O pior dos piores é quando tu tem um estacionamento pago, do lado do teu prédio... e os manés resolvem fazer um típico churrasquinho na lage, ouvindo pagode no volume mais alto da face da terra, em pleno domingo de fevereiro!

Sombria disse...

barulhentos, meus vizinhos até não são, mas também tem uma no andar de baixo que adora dar umas baforadas na janela - nem preciso dizer q a fumaça entra direto no meu quarto, um aroma NADA bem vindo para uma não-fumante...

Ana Paula disse...

cumé? faz tempo esse post. vamo lá, fias. a vida é curta, vamo lá que tem bastante assunto pra matar ainda.