terça-feira, janeiro 10, 2006

Eu iria para a cova com os Beatles!



A trilha sonora da minha vida certamente não chegaria nem perto de concorrer a um Oscar. Porque ela teria que incluir a Xuxa e as demais apresentadoras clones que apareceram na época da minha infância, por exemplo. Também seria inevitável incluir aquele ritmo "pop-dance" do início dos anos noventa que embalou as minhas reuniões dançantes ("This is the rhythm of the night", com aquela Corona pulando loucamente) isso para não falar dos hip-hops das festas de faculdade...
Eu sei. Deplorável. Mas o fato é que são raros os momentos marcantes da vida que tem música de fundo digna de um Magnólia (o filme não ganhou prêmios, embora tenha sido indicado para melhor canção original com Save Me, mas foi por causa dele que conheci a cantora Aimee Mann, que é ótima).
Mas, se para a minha passagem eu tivesse que escolher um CD, para ouvir depois do funeral e curtir o sono eterno no caixão, seriam os Beatles. Preferencialmente uma coletânea que eu mesma montei, com os hits de One e mais a música Twist and Shout, que, com o perdão do trocadilho cretino, é para mexer o esqueleto. Existe algo melhor do que se consolar com a vida (ou, no caso, com a morte) ouvindo Let it be? Ou gritar junto por Help? Ou cantar em coro com eles All you need is love?
Pois bem, já que eu não escolhi a trilha da minha vida, ficaria feliz em garantir um som agradável durante os créditos...

E aproveito para deixar o convite às colegas de Blog para refletirem sobre que CD elas levariam para curtir durante a sua cena final!

3 comentários:

Ana Paula disse...

yesterday é, com certeza, a música que os parente vão colocar no aparelho no meu velório. sempre ouvi essa música com um quê de melancolia post morten. mas Bíteus é trilha pra tudo, né? tu-do.

*Cela* disse...

sombria ex-neiva e amiga forever!!!! amei o blog, mto divertido!!! eu adorei a idéia dos beatles, mas teria que incluir, Maná, Ricky Martin e uma penca de artistas pope latinos pra ser fiel aos meus dias aqui na terra....
hehehe bjão!!!

Gisele disse...

Corina era a babá quase perfeita vivida pela Whoopy Goldberg!
A cantora de tranças horríveis e voz lastimável que embalou tantas festinhas é a Corona... e além de tudo, ela é (ou era, sei lá) brasileira.

Beijos, adorei o blog!