sábado, agosto 23, 2008

Mente explosiva


Querido Morte,
Sei que tenho sido relapsa com relação a você, meu blog fofinho, mas é que a vida não anda lá muito fácil e eu tenho corrido pra caramba pra conseguir grana pra comprar meu anti-depressivo.

Sabe como é, o mundo corre sério risco caso eu entre na síndrome da abstinência, já que todo o distímico é um terrorista latente.

Voltando ao meu post, Querido Morte, preciso desabafar sobre a Dona Alzira, aquela minha vizinha que sofre de logorréia (necessidade incontrolável de falar), nunca consultou um fonoaudiólogo e consegue acordar a cidade inteira, numa terça-feira de carnaval, gritando por socorro ao ficar presa do lado de fora da janela do quarto do filho (que está aprendendo a tocar violão e alguém disse que ele leva jeito).

Estava eu, feito bife na chapa, virando e revirando na cama, debaixo das minhas cobertas quentinhas, celebrando o ócio do desemprego, quando Dona Alzira, num de seus surtos logorréicos, recebe uma ligação telefônica. O monólogo transcorre em ondas vocálicas, visto que Dona Alzira tagarela em volume máximo, andando pela casa, fazendo ecoar sua voz 'chatamente' aguda, numa segunda-feira, 'oitimeia' da manhã.

- AlôôôÔÔÔÔ? Ééééééé...oooooooiiiiiiiiiii, Valdisneide, queria mesmo falar contigo. Ééééééééééé... nãããããããããooooooo, tô sozinhaaaa, ééééééééééééééé... mas cooomo? Daqui a pouco vai fazer 30 anos e não vai mais conseguir nada! Ééééééééééé! Éééééééééééé! Mas eu falei pra eeeeeeeeeele, eu disse que ele tem que trabalhar. Ééééééééééééé... mas ele diz que tá procuraaaaaaaaaandoooooo. Éééééééééééé... mas não encontra naaaaaaadaaaa, onde já se viiiiiiiiiiu?Éééééééééééé! Mas eu falei pra eeeeeeeeeele, eu disse que ele tem que trabalhar. Ééééééééééééé... mas ele diz que tá procuraaaaaaaaaandoooooo. Éééééééééééé... mas não encontra naaaaaaadaaaa, onde já se viiiiiiiiiiu? Éééééééééééé! Mas eu falei pra eeeeeeeeeele, eu disse que ele tem que trabalhar. Ééééééééééééé... mas ele diz que tá procuraaaaaaaaaandoooooo. Éééééééééééé... mas não encontra naaaaaaadaaaa, onde já se viiiiiiiiiiu?Éééééééééééé! Mas eu falei pra eeeeeeeeeele, eu disse que ele tem que trabalhar. Ééééééééééééé... mas ele diz que tá procuraaaaaaaaaandoooooo. Éééééééééééé... mas não encontra naaaaaaadaaaa, onde já se viiiiiiiiiiu?

Não, Querido Morte, eu não estou me repetindo. É Dona Alzira reverberando sempre o mesmo estribilho. Umas vinte vezes.
Então, impedida de continuar vivendo a delícia do meu ócio, me imaginei ligando pro meu amigo Osama. O Bin Laden.

- Osa, sou eu, tua Musa.

- Salamleicum!

- Shalom pra ti também. Olha só, tem algum homem- bomba disponível agora de manhã?

- Quantos metros quadrados você gostaria de explodir, minha Musa?

- Tipo assim, um apartamento de uns 80 m², com uma chata dentro. A criatura tá no telefone há uma meia hora e não cala a boca!

- Nem precisa dizer que é a Dona Alzira, 'iarrabíb'.

- Ai, Osa, só tu mesmo pra me entender!

- Sim, minha Musa, somos almas gêmeas! Vou selecionar um homem-bomba com PhD em detonação instantânea e já mando direto pro apartamento da Dona Alzira.

- Fala pra ele dizer que é o chaveiro da João Guimarães no interfone, que não tem erro.

- Em 20 minutos Dona Alzira terá ido para o Mármore do Inferno e Mustafá-Ralá-Mufin-Al-Salame, o meu trainee de homem-bomba estará com suas 72 virgens no Paraíso!

- 20 minutos? Mas isso é uma eternidade, Osa, pelas barbas do profeta Maomé! Apressa isso, meu barbudinho fofinho, que eu quero dormir mais um pouco... é que fiquei vendo New York, New York ontem, na Net, até tarde... não posso ficar com olheiras, né?

- Tudo bem, minha Musa dos lábios de tâmaras maduras e olhos da cor do fruto das oliveiras, seu pedido é uma ordem! Dona Alzira será desativada em 5, 4, 3, 2, 1, Bum! Salamaleicum!

- Osa, meu herói!


Depois disso, Querido Morte, virei pro lado e dormi até meio-dia! Inxalá!

6 comentários:

Larissa Bohnenberger disse...

Que maravilhaaa!
Nada como ser assim assim com Osama... problemas resolvidor instantaneamente... ahahahahahahahah!
Adorei, me matei rindo. O Osa de chamando de "minha Musa dos lábios de tâmaras maduras e olhos da cor do fruto das oliveiras" foi tudo!
Bjs!

Cássio Machado disse...

Não sei o que é pior, uma viziunha gritona, ou uma fazendo sexo em alto e bom som no box do banheiro, com diretio a oubir o som da água e sabão..são coisas que acontece, abraçã!!

fran disse...

hahaha Adorei!

Trevas disse...

Adeus dona Alzira. Essa já arde no mármore do inferno depois dessa ligação. hahahahaha
Que bom que o Morte voltou a ter movimento!

Carol (Tita) disse...

Viva o Morte!!!

Leo disse...

Olá!
Tudo bem?
Vi o seu comentário num blog de um amigo. Assim, resolvi entrar no seu perfil, e logo no seu querido "Morte Súbita". Gostei muito do que li. Parabéns!

Por isso, gostaria de te convidar a conhecer a minha mais recente empreitada "bloguistico-literária-em-ação".
Chama-se: "Que história é essa?"
http://quehistoriaessa.wordpress.com/
E começa com o conto: Promessas...

Dá uma conferida lá. E sinta-se à vontade para, caso queira, comentar, sem receio até mesmo da mais infantil (cruel) sinceridade.

Bjos,
Leonardo.