domingo, novembro 18, 2007

Sonhar não custa nada...


Dia desses sonhei que ficava noiva. Não vi a cara do pretendente no sonho, mas ele me deu um anel de brilhante, absurdamente lindo.
Colocou a jóia no meu dedo anular da mão esquerda e, eu, chata até em sonho, ensinei ao moço:
- Aqui no Brasil a gente usa anel de noivado no dedo anular da mão direita!

Ele (seja lá quem for, pois não deu pra ver a cara) prontamente obedeceu, como seria de se esperar de um perfeito noivo onírico, e trocou a 'aliança' de lugar.


Acordei.
Olhei meu dedo procurando o meu brilhante.

Nada... é óbvio, mas as falanges estavam todas lá, comprovando o que diz aquele velho ditado: "vão-se os anéis, ficam os dedos".


Esta madrugada, entre um ataque de tosse da minha gripada mãe e uma vã cochilada, sonhei que o Murilo Rosa tinha vindo aqui em casa e me jogado em cima do sofá, assim, eroticamente falando.


Bah, tô boa de sonho! Além do Murilo, já me atiraram no sofá onírico, o Gianecchini, o Indiana Jones, o Jack Bauer, o Hugh Laurie e o Christian Bale.


Das duas, uma: tô precisando ser jogada no sofá ou não tem Homem de verdade no mercado...

Na dúvida, melhor dormir...

3 comentários:

Larissa Bohnenberger disse...

Eu diria as duas coisas, Carolina, meu bem! Rssssssss!
Mas bem que eu queria sonhar com o Murilo Rosa! UI!

Anônimo disse...

NA VERDADE VC ESTÁ NA PEDRA!!!

Anônimo disse...

POSSO KEBRAR SEU GALHO...