segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Que morram, ué!

Que morram
os babacas
os previsíveis
os sem imaginação

Que morram
os fingidos
os infames
os pilantras

Os patifes
os pífios
os ímpios
os bufões

Que morram
os vagos
os desgarrados
os bonzinhos
os malvados

Morram
lentamente
homeopaticamente
pateticamente
subitamente

Mas morram.

3 comentários:

Trevas disse...

Concordo em gênero, número e grau. Faço apenas um adendo: que morram as polianas que vivem de óculos cor de rosa.

Tita Aragón disse...

Bah, sisquici das polianas...mas, também, nada é perfeito! Morte a elas também!

Ana Paula disse...

que morram pessoas que não sabem dizer uma coisa pela qual morreriam nessa vida. nessa vida não, né? enfim...