quarta-feira, fevereiro 22, 2006

blábláblá



A capacidade de dizer nada de um ser humano é infinita. A pessoa abre a boca, tu vê que ela tá mexendo os lábios, tu tenta te concentrar e o ouvir. Afinal de contas, deve ser algo importante, que irá mudar a minha vida, minha forma de ver o mundo. Porque mobilizar tanta gente para ouvir alguém falar, que nem o Papa às quartas-feiras na Praça de São Pedro, tem que ser relevante.
Enfim, não mudou minha vida, não melhorou meu trabalho, não me trouxe nenhum benefício. Pelo contrário meu saco tá quase explodindo.
Mas tudo bem, o nada é tudo hoje em dia.

3 comentários:

Tita Aragón disse...

Aí, disse tudo... sem nem mexer os lábios!

Ana Paula disse...

ooopsi-doopsi denovo. é quem eu tou pensando. definitivamente.

Vandinha disse...

hmhmhmhmmhmhmhmmhmhmmhmhm